G.D. Estoril Praia

Formed 1939
Ground António Coimbra da Mota

O Grupo Desportivo Estoril Praia é um clube de futebol português com sede na Amoreira, Alcabideche, concelho de Cascais, distrito de Lisboa. Em 2000 o Clube constituiu a Estoril Praia Futebol, SAD para gestão da equipa de futebol profissional e que actualmente participa na Primeira Liga.
Fundado em 17 de Maio de 1939, começou por se chamar Grupo Desportivo Estoril Plage.
Estoril Praia x Sporting CP (0-0)
Nasceu da Sociedade Estoril-Plage, que tinha como principal dinamizador Fausto Cardoso de Figueiredo, e era proprietária do caminho de ferro Lisboa-Cascais, dos hotéis Inglaterra, Paris e Palácio, do edifício das termas e do Casino Estoril. Adaptou como seu emblema e suas cores as maiores riquezas que a região possui, o amarelo do sol e o azul do mar. Esta escolha espelha bem o quanto o clube está ligado a sua região, que nessa época era a melhor estância balnear do país. Seu uniforme, amarelo e azul, fez com que a equipa ganhasse a alcunha de “Canarinhos”, uma homenagem à selecção brasileira. Disputou vários campeonatos da 1.ª divisão ou Primeira Liga.
O ano da sua fundação (1939) era de perspectivas difíceis, a II Guerra Mundial começaria a 1 de Setembro, mas não faltavam esperanças em certos sectores da vida portuguesa. Rapidamente o novo clube superou a fasquia dos 2.500 sócios. Os fundadores e primeiros dirigentes foram, entre muitos outros, Dr. Joaquim Cardim, José Peña Solleiro, José Ereira, João Rebelo, Armando Vilar, Ernesto Tomás e Joaquim Nunes. Na época de 1944/1945, obteve a sua primeira participação na primeira divisão, conseguindo um resultado histórico de 8-1 ao F.C. Porto em casa. Depois de ter sido relegado nessa mesma época, na época seguinte voltou a subir, obtendo resultados históricos relativamente a goleadas, das quais a maior goleada do campeonato, o 10-0 na época de 1949/1950 ao Lustano Sport Clube, mais conhecido como Lusitano VRSA, a classificações, dois quintos lugares e um quarto lugar e a golos marcados, destacando-se os 96 golos em na época de 1946/1947. O Estoril seria relegado na época de 1952/1953, iniciando assim um período de 23 anos sem participar na 1ª Liga, tendo passado pelos escalões distritais do país. Regressando à 1º divisão em 1975/1976, mantêve-se lá durante 5 épocas (a 75/76 e a 79/80), ocupando as posições do meio da tabela. Relegado em 79/80, regressou em 81/82, mantendo-se na 1ª liga nas épocas de 81/82, 82/83 e 83/84, sendo relegado. Regressou em 1991, tendo-se mantido na 1ª liga durante 3 épocas. Relegado em 1993/1994, caía para a Liga de Honra, de onde viria a cair para a 3ª Divisão, alcunhada de 2ª Divisão B.
Bancada Poente (Sócios) do Estoril-Praia, no Estádio António Coimbra da Mota.
Na época de 2002/2003, o Estoril subia à Liga de Honra como campeão de série, sendo que na seguinte época de 2003/2004, subia à 1ª Liga como campeão da Liga de Honra. O Estoril obteve a maior goleada da época de 2004/2005 na 1ª Liga, mas isso não impediria o seu relegamento. Na época de 2005-2006, a equipa de séniores milita na 2ª liga. Nessa mesma época houve uma crise financeira que quase levou ao encerramento do clube e ao fim da equipa profissional devido a desequilíbrios da anterior Direção. Ultrapassadas as dificuldades, o Estoril obteve na época de 2006/07 um 10ª posto, destacando-se o facto de ter estado do 3ºlugar, na época de 2007/08 um 7ª posto, destacando-se por ter estado no 2º lugar e ter vencido o na altura líder Santa-Clara por 5-1, saltando do 8º lugar para o 3º posto. Na época de 2008/09 um 4º posto, destaque para a luta ombro a ombro para o 4º lugar com o Feirense desde a 24ª jornada, o que acabou com o Estoril Praia em 4º e o Feirense em 5º, o que levou a que a maior parte da equipa do Estoril fosse contratada por outros clubes. O Estoril ter-se-ía extinguido, se não fossem os investidores brasileiros da Traffic, rechear-lhe o balneário com reforços brasileiros, sendo a equipa da Liga Vitalis que mais investiu em jogadores brasileiros nessa época. Colocaram o antigo jogador do clube Hélder Cristóvão no comando, contudo, sem experiência como treinador, foi despedido à 5ª jornada com o Estoril na zona de descida. O Prof. Neca que treinou em 2006/2007 foi o escolhido para ser o sucessor de Hélder Cristóvão e terminou a época num 11º posto, não tendo estado acima do 6º lugar, um facto surpreendente pois desde que fora relegado em 2005, não houvera época, fora esta, sem ter estado nos primeiros 5 lugares. Na época 2009/2010, o clube iria vencer a Liga Intercalar, vencendo por 2-1 a equipa do FC Paços Ferreira.[1] Na época seguinte, o Estoril contrata Vinícius Eutrópio como treinador, sendo que acabou a época em 10ªposto, destacando-se a vitória 2-1 ao Sporting Clube de Portugal no Estádio António Coímbra da Mota e por ter estado na zona de promoção entre as jornadas 4 e 7. Terminaria a época com a conquista da Liga Centenária, frente ao SL Benfica, com uma vitória por 2-0.
No início da época de 2011/2012, à 4º jornada, o treinador saíu, entrando o diretor desportivo Marco Silva para o comando. Na jornada 12, o Estoril já era líder e terminou campeão. Na época seguinte, 2012/2013, a equipa conquistou o 5º lugar na classificação geral da Liga ZON Sagres, garantindo um lugar na Liga Europa da UEFA de 2013–14.
Na época de 2013-14, apesar da saída de alguns jogadores do onze titular, o Estoril terminou a Liga na sua melhor posição de sempre, mesmo com um dos orçamentos mais baixos da época, estimado em 5 milhões de euros: 4º lugar, conseguindo o 2º apuramento consecutivo para a Liga Europa.
Atualizado: 17 Novembro, 2018.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Matches against G.D. Estoril Praia

  • 5
  • 0
  • 2
  • 3